CORRIDA DE RUA

Hoje em dia a corrida de rua vem ganhando cada vez mais adeptos, inclusive no público feminino. O número de mulheres que participam de corridas de rua aumentou 101,86%

RECAIDAS:NÃO CAIA!!!

Que é difícil perder peso você já sabe. Mas conhecer de antemão os desafios que a dieta lhe reserva semana a semana, mês a mês pode ajudá-los a se manter fiel às fatias de melancia na sobremesa — sem sucumbir ao petit gâteau quentinho, molhado e doce de doer a garganta.

FASCITE PLANTAR

A Fascite Plantar é uma dor plantar que ocorre devido a microtraumas na origem da tuberosidade medial do tendão calcâneo, onde as forças de tração durante o apoio levam ao processo inflamatório que resulta em fibrose e degeneração das fibras faciais.

DOR LOMBAR E ATIVIDADE FISICA

Realizar atividade física é muito importante para o nosso corpo sendo uma forma de melhora do quadro álgico de articulações, músculos e outras estruturas que compõem o nosso corpo.

RAÇÃO HUMANA - FUJA DELA!

Uma assim chamada “ração humana” tem recebido destaque cada vez maior na mídia brasileira, inclusive em revistas de circulação nacional. Cada vez mais pessoas perguntam sobre ração humana.

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Slackline: andar na corda bamba

Andar na corda bamba não é mais atividade de circo apenas. E nem expressão de quem está passando por uma situação complicada.

Pela mão de escaladores, a atividade virou esporte, com modalidade radical inclusive, e agora encanta até famosos.

slackline surgiu no Parque Yosemite, na Califórnia, no final da década de 1970, por culpa do inverno. Quando estava muito frio, não havia condições de escalada. Então, para se exercitar, a única saída era se equilibrar nas correntes dos estacionamentos do local. "Os escaladores perceberam que podiam esticar suas fitas de ancoragem para praticar o exercício", explica Diogo Barboza, diretor executivo da SlackBrasil, empresa que oferece informações e serviços relacionados ao esporte.

A atividade foi trazida pra cá também por escaladores daqui e ganhou destaque com o esportista Hugo Langel, que montou o maior highline (modalidade praticada a no mínimo 5 metros do chão) em terras tupiniquins. Ele atravessou a Pedra da Gávea, a 840 metros de altura, em 32 metros de comprimento.

Hoje, a prática ganhou status e virou febre entre os famosos. Luana Piovani, Caio Castro, Roger Flores, as gêmeas do nado sincronizado Bia e Branca Ferres e Kayky Brito já foram vistos andando na corda bamba nas areias das praias cariocas. E, certamente, não fizeram apenas para aparecer nos cliques dos paparazzi. A prática pode trazer mais benefícios do que o aparente. Segundo Diogo, a atividade alivia o estresse e auxilia no desenvolvimento físico e mental.

"O slackline movimenta músculos e articulações através da propriocepção e sua prática alcança áreas que não costumamos exercitar, além de exigir muita concentração e equilíbrio para se manter na fita, que oscila em todas as direções, tornando o desafio maior ainda. Com isso, o atleta deve manter o foco sempre no objetivo de atravessar para o outro lado", detalha Diogo. "Atletas do surf, skate, snowboard e praticantes de yoga e escalada tem praticado bastante".

Para praticar o slackline não é preciso muita coisa: uma fita especial e, claro, disposição para vencer desafios e trabalhar o equilíbrio, e a concentração para manter-se no alto. O melhor de tudo é que qualquer pessoa pode se aventurar na "corda bamba", desde que peça ajuda de alguém que saiba montar o sistema, para que a altura seja definida de acordo com cada necessidade (e possibilidade, claro).

Fonte: Terra

Gostou? Clique aqui e Curta nossa página do facebook e fique por dentro de todas novidades do blog!

Você sabe qual o grau da sua TPM?


Sabe aqueles dias que você chora sem motivo aparente, que pequenos problemas tomam proporções gigantescas e a vontade de comer doces não para? Pode ter certeza que a TPM chegou. Bastante conhecida entre o sexo feminino, a tensão pré-menstrual é uma síndrome que atinge a grande maioria das mulheres em período fértil.

Com costume de aparecer cerca de uma semana antes da menstruação e provoca irritação, ansiedade, mau humor, dores variadas (de cabeça, nos seios, no baixo ventre, nas costas), retenção de líquidos, fadiga entre outros sintomas, cada mulher possui uma particularidade durante a TPM

Com sinais e intensidade diferentes, há aquelas que apresentem sintam os mais variados desconfortos ao mesmo tempo, enquanto outras sofrem com a intensidade do seu único sintoma e ainda têm algumas as sortudas que praticamente não sentem que estão para menstruar. Como se não bastasse, em alguns casos, nem sempre quando a menstruação vem a tensão acaba. É comum a mulher também sofrer com a tensão menstrual, que é aquela que ocorre durante a menstruação e que em geral é acompanhada por cólicas e uma vontade maior de comer doces. 

O que nem todos sabem é que existem mais de 150 sintomas relacionados aos períodos menstrual e pré-menstrual. Ou seja, existem mais tipos de TPM por aí do que nós gostaríamos de imaginar. Como saber qual é o seu tipo de tensão pode ajudar a lidar melhor com o problema, especialmente para quem apresenta a TPM com maior intensidade, a nutricionista Alessandra Rocha lista os tipos de TPM e os sintomas mais comuns. No entanto, ela afirma que antes de mais nada, é preciso consultar o ginecologista para saber se os sintomas apresentados estão dentro do nível de normalidade ou se há necessidade de algum tratamento mais específicos, pois , às vezes, as cólicas menstruais muito fortes podem sinalizar algum outro problema. Veja abaixo os principais tipos e sintomas relacionadas a TPM: Ansiedade - essa TPM é causada por baixos níveis de estrogênio e maior liberação de cortisol e adrenalina, substâncias responsáveis pelo estresse. Além da ansiedade, os sintomas mais frequentes são irritabilidade e oscilações de humor. Para combatê-la, é bom investir na prática de exercícios de alongamento, pilates ou yoga, e também em uma alimentação rica em fibras, vitamina B6 e vitamina C. "As fibras, encontrada nas frutas, sementes e alimentos integrais, ajudam a eliminar as toxinas e outras substâncias que agravam os sintomas. A vitamina B6, presente na soja e nos peixes, está relacionada à produção de serotonina, o neurotransmissor que traz a sensação de bem estar. E a vitamina C, encontrada principalmente nas frutas cítricas, ameniza a fadiga e o estresse emocional", destaca a nutricionista. 

Compulsão - aqui, os níveis de glicose sofrem uma queda e surge uma compulsão por doces, com fadiga e dor de cabeça. Neste caso, a regra de se alimentar a cada três horas deve ser observada. "A baixa concentração de glicose prejudica a produção de serotonina", alerta Alessandra. Associar carboidratos e proteínas é uma boa alternativa para driblar o desejo por guloseimas. Segundo Alessandra, a compulsão por doces é mais frequente na hora do lanche, mas ao invés de se render, a pessoa deve optar por frutas ou lanches naturais, com pão integral, requeijão light e fatias de peito de peru, por exemplo. "Leguminosas, grãos, carnes magras e frutos do mar também ajudam a regular os níveis de glicose", recomenda a nutricionista que completa que atividades aeróbicas, como natação e corrida, estimulam a produção de endorfina, o neurotransmissor que aumenta o bem estar e estabiliza a taxa glicêmica. 

Depressão - neste tipo de TPM, é comum a insônia e ter as emoções à flor da pele. Os sintomas têm origem na redução dos níveis de dopamina - neurotransmissor responsável pelas sensações de prazer e motivação - e estrogênio. Embora seja de consenso evitar a cafeína no período de TPM, neste caso, ela pode ajudar. "Café, chá verde e outras bebidas à base de cafeína, contém propriedades psicoativas que podem afastar a depressão e levantar o ânimo", diz Alessandra. Porém, sem exageros. Um copo de chá ou uma xícara de café é o suficiente. "A vitamina B2, presente em óleos de peixe, leguminosas e ovos, é precursora da serotonina e altamente eficaz contra os sintomas", explica Alessandra lembrando que bebidas alcoólicas e laticínios aumentam os sintomas e, por isso, devem ficar fora do cardápio esse período. Fazer exercícios aeróbicos também amenizam os sintomas depressivos. 

Retenção de líquidos - a TPM que propicia a retenção de líquidos (com consequente aumento de peso, cerca de 1 a 2 kg a mais), inchaço e dores nos seios é a mais comum. Esses sintomas decorrem de um aumento na produção de prolactina, o hormônio que surge no período de amamentação. "O sal é, sem dúvida alguma, o grande inimigo da retenção de líquidos. Ele pode ser substituído por temperos naturais como o orégano, por exemplo, ou ervas", recomenda Alessandra que dá a dica para fazer o contra-ataque: "o nutriente mais importante é a vitamina B6, encontrada na lentilha, soja e carne branca, pois ela aumenta os níveis de substâncias diuréticas e facilita a eliminação de líquidos. Atividades físicas como natação e hidroginástica ainda são as mais indicadas, já que ajudam a reduzir a sensação de desconforto", finaliza.

Fonte: cyberdiet.terra.com.br

Leia também:

Gostou? Clique aqui e Curta nossa página do facebook e fique por dentro de todas novidades do blog!